Hospital de Loulé
Hospital de Loulé

Nova unidade de Oftalmologia

10 de Agosto de 2018

Nova unidade de Oftalmologia

A nova unidade de Oftalmologia do Hospital de Loulé, inaugurada no início do ano, está dotada de equipamentos de última geração que oferecem as mais inovadoras terapêuticas aplicadas às doenças da visão.
Nova unidade de Oftalmologia

A ampliação do espaço destinado ao atendimento em Oftalmologia coincidiu com um forte investimento do Hospital de Loulé em novas tecnologias que facilitam a realização de diagnósticos e tratamentos aos utentes que procuram este serviço. O coordenador da unidade, César Rodrigues, revela que os novos equipamentos ao dispor da equipa médica vieram melhorar a eficiência tanto no processo de diagnóstico, como no tratamento dos utentes. “Fizemos uma série de aquisições que vieram potenciar a eficácia daquilo que já fazíamos e temos agora a possibilidade de associar à consulta mais equipamentos, com as mais recentes tecnologias e que são do melhor que existe atualmente disponível em Oftalmologia”, sublinha. Segundo o Oftalmologista, este investimento é potenciado pelo facto de existir, também desde o início do ano, uma sala operatória a funcionar quase em exclusividade para a cirurgia oftalmológica, o que permite uma “margem muito grande na capacidade de resposta imediata”. As novas instalações da unidade de Oftalmologia têm uma área três vezes superior às anteriores, com seis salas a funcionar em simultâneo, três para consultas e três para a realização de exames complementares de diagnóstico.

Com um corpo clínico composto por 10 especialistas, este foi o primeiro centro privado a sul de Setúbal a realizar cirurgia de retina, evitando a deslocação de doentes com patologias da retina para fora do Algarve. De acordo com César Rodrigues, a cirurgia de descolamento da retina é a cirurgia mais diferenciada na especialidade de Oftalmologia, tecnicamente mais complexa e que exige equipamentos mais específicos. “Este foi o primeiro centro privado a sul de Setúbal a fazer cirurgia de retina e hoje conseguimos tratar doentes com descolamento de forma muito célere, assegurando os melhores resultados, já que se trata de uma cirurgia beneficia de ser feita rapidamente”, explica. Por outro lado, o Hospital de Loulé foi também pioneiro numa técnica cirúrgica para tratamento do glaucoma – a cicloplastia por ultrassons. “É uma cirurgia inovadora e fomos dos primeiros centros em Portugal a fazer esta cirurgia. Neste momento, somos dos poucos centros da Europa a fazer esta técnica, com excelentes resultados”. No caso da catarata, uma doença que surge tipicamente em idades mais avançadas, a unidade está a ir além da simples cirurgia, realizando cirurgias premium, o que permite, durante o ato cirúrgico, resolver não só o problema da catarata como outros problemas em termos de erro refrativo. Este ano, o Hospital de Loulé tornou-se ainda no único centro oftalmológico privado do país a ser certificado pelo grupo alemão ZEISS como “Centro de Excelência”. 

MARQUE UMA CONSULTA

É rápido e fácil

reserve uma pre-marcação